Carta de um Possessivo

Meu amor, sinto tanta saudade. O tempo pára enquanto fico imaginando como seria estar agora ao seu lado. O tempo passa e eu não consigo mais ficar um minuto distante do seu carinho, do seu amor. Por isso aqui me sentei, para te dedicar algumas sinceras palavras.


O que sinto agora, enquanto lhe escrevo, é muita vontade de tê-la para sempre e só para mim. Tamanha saudade, não conseguirei terminar esta carta. Espero que, enquanto lhe escrevo, estejas também pensando em nós dois. Assim que puder estarei de volta.


Na verdade, logo estarei de volta. Assim que desligar o computador, voltarei aos seus braços. Para nossa cama. Essa falta de sono me tirou de você. Agora, enquanto escrevo-te, vejo que não valeu a pena lhe deixar só.


Espero que não brigue comigo por lhe escrever essa carta de amor a essa hora da madrugada. Já consigo ouvir sua voz me chamando. Por que você está gritando? Tá. Eu já ouvi, acalme-se. Estou voltando. Não briga comigo. Desculpa, amor. Não vou mais mexer no computador de madrugada. O que? Ei, acalme-se! onde é que você vai? O que é isso? Não joga! Meu Deus!!!

Published by

4 thoughts on “Carta de um Possessivo

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…..
    Amei esse texto.. Ótimo! Fui lendo e imaginando a cena da mulher levantando, pegando o computador e jogando pela janela do apartamento.. Impagável!!! Não sei se era essa a cena q era pra imaginar, mas foi a que eu imaginei.. e ri muito.. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s