9 thoughts on “Morte na Academia (microconto)

  1. Realmente a Reforma Ortográfica descaracterizou muito da nossa língua. Onde já se viu, “ideia” sem acento? Isso ainda vai gerar muito assunto…
    Belo poema!
    Abraço.

    Gostar

  2. E mais difícil é se acostumar, não é msm? tomara que não nos julguem demasiadamente ignorantes por esses novos erros gramaticais hehehehe

    Valeu, Lucas!

    Gostar

  3. As reformas na nossa língua, ou aprimoramentos, deviam ser feitas através de consulta popular e não pelos mofados da academia. Foi uma ideia joia mesmo desta turma e o véu cobriu o céu. E temos regras sem excessões ? E o hífen – e este traço devia levar um laço e sumir!
    Reformas deveriam existir para simplificar e não complicar. Faço o autorretrato e coloco no porta-retrato, mais excessões ? Ou coloca-se o ífen (que deveria ser assim, sem o metido do H)em tudo ou tiram de tudo e as palavras dãos as mãos e se unem.
    Mas, qual ? Alguém acredita que este intelectuais xaropentos querem apoiar a nossa língua?
    Desculpem pela bronca. Abraços.Vera.

    Gostar

  4. Ah, não me acostumo com idéia sem acento..viu só? E o “pára” q. perdeu o acento e virou “para”,é uma confusão só, ficou muuuito estranho. Seu miniconto é ótimo! Beijo!

    Gostar

  5. É difícil se acostumar a escrever certas palavras sem o acento, a ideia, por exemplo fica mais brilhante com acento! Parabéns pelo miniconto!Abraços.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s