O primeiro amor do mundo

Não chamaram de amor o primeiro amor do mundo. Era um amor que deixava perfume na gente quando passava. E que, num toque, tudo ficava sedoso: a pele e o coração. Um amor que até hoje perdura e não perde a essência. E que no dia que foi inventado, tocou as pessoas do jeito mais profundo. Chamaram de mãe o primeiro amor do mundo.

Published by

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s