Repara

Eu te amo
e nada ao redor acontece…
repara:
um avião decolou de Barajas
e nunca pousou.
Não há ave nas folhas das árvores
e nem nessa folha de papel
ou de poema.
De noite, no céu, é a saudade
que ocupa a ausência de estrelas.
Faz dias que não chove.
Faz dias que não faz Sol.
Faz dias que não faz nada.
Ao redor, não há graça,
ninguém ri.
Não há drama,
ninguém chora…
repara:
nas avenidas, os cruzamentos
viraram esquinas miúdas,
as ruas, agora, são becos sem saídas
e os pedestres estão parados
sobre as faixas de pedestres,
que agora são dos carros também.
Os carros não ligam.
Eu te amo
e nada ao redor acontece…
repara:
está tudo parado,
eu ainda te amo
e só você acontece.

Published by

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s