Isso tudo

Isso tudo

Chamei de amor
o abraço, o carinho,
o beijo, o cheirinho
e mais beijos.
E aí descobri
que morrer de amor
é morrer disso tudo.