Quereres

Quereres

O que eu mais quero de você é você.

Esse é o motivo de estarmos aqui,

o nosso querer.

E se parece que eu quero outra coisa,

me desculpe.

Às vezes eu te quero em poesia também.

E poesia não tem muito disso,

de exatidão.

Poesia é o erro, o exagero, o equívoco.

Mas o meu querer, ele é certeiro.

E é tão certo quanto

o cálculo matemático mais simples.

É tão certo quanto eu mais você

ser o que eu mais quero.